sexta-feira, 22 de junho de 2012


Enquanto houver
motivos para lhe amar
eu lhe amarei.
E quando motivos faltar
eu os inventarei.
— Carol Souza

Um comentário

  1. Quando os motivos acabam, talvez seja o momento de mudar a história, virar a página ;x

    ResponderExcluir

© adorável psicose
Maira Gall