segunda-feira, 6 de agosto de 2012


Que passe o tempo. Que ele escreva as linhas e deixe para mim somente a prazeirosa função de pontuar frases. Muitas exclamações, algumas interrogações e apenas um ponto final, que eu deixei reservado para ti. Fazes o que quiseres com ele. É teu.
— Lucas Silveira

Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall