quinta-feira, 30 de agosto de 2012


 Foi tão bonito você me emprestar a vida assim. 
Ver que eu não tinha saída e seguir por onde eu vim. 
Como eu adoro você, quando você me sorri.
— Chico Buarque

Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall