quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Intimidade é ler os olhos, os lábios e as mãos de quem está com você. Mais do que repartir um endereço, é repartir um projeto de vida. Não basta estar disponível, não basta apoiar decisões, não basta acompanhar no cinema: intimidade é não precisar ser acionado, pois já se está mentalmente a postos.”
— Martha Medeiros   

Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall