terça-feira, 30 de outubro de 2012

— Oi, como se chama?
— Cecília, e você?
— Nossa, sério? o nome da minha filha ia ser Cecília… Meu nome é João.
— Porque “ia” ser Cecília? não vai ter mais uma filha?
— Claro que vou ter, mas é que ficaria estranho uma filha com o mesmo nome da mãe..
Ela sorri, fica sem jeito, e não sabe oque responder. Ele diz: — Já o sorriso… Tomara que seja o mesmo.”
~ Investigado

Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall