segunda-feira, 5 de novembro de 2012


Querendo ou não, a gente é assim mesmo. Se alimenta de esperanças sobre algo que não tem nenhuma chance de dar certo. Se alimenta de amores inexistentes e de palavras que não dizem nada. Somos assim. Criamos coisas nas nossas cabeças. Ilusões e mais ilusões, pra fugir da realidade que nos quebra e que nos destrói pouco a pouco, todos os dias.
— Desconhecido.  

Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall