terça-feira, 11 de dezembro de 2012


"Uma criança cai e chora alto até a mãe escutar, mas quando cresce e leva uma rasteira da vida, começa a chorar escondida e bem baixinho no escuro do quarto, pra não precisar explicar uma dor que aparentemente não corta, mas machuca bem mais do que um joelho ralado."

Deplorável 

Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall