sábado, 5 de janeiro de 2013


“Não resmungou nem gemeu nem bateu com os pés. Simplesmente engoliu a decepção e optou por um riso calculado - um presente dela para si mesma.”
A menina que roubava livros.

Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall