quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013


Abraço tem que ter pegada, jeito, curva. Aperto suave, que pode virar colo. Alento tenso, que pode virar despedida. Abraço é confissão.
— Fabrício Carpinejar.

Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall