quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013


"Eu quis dizer, você não quis escutar, agora não peça, não me faça promessas. Eu não quero te ver, nem quero acreditar, que vai ser diferente, que tudo mudou. Você diz não saber o que houve de errado e o meu erro foi crer que estar ao seu lado bastaria, ai meu Deus, era tudo que eu queria; eu dizia seu nome “não me abandone jamais”. Mesmo querendo eu não vou me enganar, eu conheço seus passos, eu vejo seus erros. Não há nada de novo, ainda somos iguais, então não me chame, não olhe pra trás."
- Paralamas do Sucesso

Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall