sábado, 16 de março de 2013


"Eu me agarro à esperança de que dias melhores virão. Dias em que o amor será o sentimento mais puro que existirá e que os outros que não sabem, passarão a saber dos efeitos de sua glória. Um tempo onde os milagres sejam pássaros voando e a eternidade seja nossas histórias sobre como éramos adolescentes apaixonados e errantes. Uma época onde apertar mãos valha mais que um soco na cara e os livros possam ser abraçados até as lágrimas caírem e o afeto reviver. E abranger. E contagiar. Onde mendigos transmitam conhecimento e os planetas se choquem originando estrelas. Porque somos estrelas. Eu me agarro à esperança do sempre: o sempre terá mais espaço nos nossos corações e a poesia será enxergada como o céu em dias de inverno: puro e bom. Eu me agarro à esperança de que nós percebamos o mundo, vivamos a vida, amemos a beleza simplificada dos detalhes, do amor. (ah, o amor)"


Floresinexatas.

Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall