quinta-feira, 11 de abril de 2013

“Se eu posso, eu ajudo. Se eu não posso, eu tento. É assim que funciono. Se gosto de você de graça vou ter o maior prazer em te ajudar. Mas se não vou com a sua cara jamais me aproximarei de você por interesse.”

— Clarissa Corrêa.

Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall