terça-feira, 11 de junho de 2013

Sempre fui do inverno; Sempre fui do ficar mais um pouco na cama. Inverno me soava como sinônimo de calmaria, de aconchego, sinônimo do querer-estar-perto, abraçado. Inverno me cheirava a cafuné, a boa companhia. Inverno me faz querer alguém por perto pro resto do dia.
— Letargia 

Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall