quinta-feira, 25 de julho de 2013

E foi tão bom constatar que não me atinge mais. Não me entristece, não me aborrece, não me tira o sono. Passa por mim, mas, não me atravessa.
Tati Bernardi. 

Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall