segunda-feira, 25 de março de 2013


"O coração, meio desenganado, agitou-se outra vez."
- Machado de Assis 


"Descubra quem você é e seja de propósito."
-  Um Amor para Recordar - 2002


"A verdade é que os últimos meses têm sido, como dizem, uma droga. Sisos nascendo, verões em curso, frilas rolando e uma profunda crise existencial salpicada com arroubos de insegurança e complexo de inferioridade."
- Gabito Nunes

"Ah, se eu pudesse escrever com os olhos, com as mãos, com os cabelos - com todos esses arrepios estranhos que um entardecer de outono, como o de hoje, provoca na gente."
- Caio F. Abreu - Limite Branco 



"Cuidado com o destino, ele brinca com as pessoas. Tipo uma foto com sorriso inocente, mas a vida tinha um plano e separou a gente."

Charlie Brown Jr.


"Ninguém é muita areia pra ninguém. Pessoas aparentemente especiais se apaixonam por outras aparentemente banais."

  Martha Medeiros.

"E se você foi covarde, tudo bem… Todo mundo tem suas fraquezas. Nem todo mundo aguenta ser feliz."
  Eu me chamo Antônio  


É difícil fazer alguém feliz, assim como é fácil fazer triste. É difícil dizer eu te amo, assim como é fácil não dizer nada. É difícil valorizar um amor, assim como é fácil perdê-lo para sempre. É difícil agradecer pelo dia de hoje, assim como é fácil viver mais um dia. É difícil enxergar o que a vida traz de bom, assim como é fácil fechar os olhos e atravessar a rua. É difícil se convencer de que se é feliz, assim como é fácil achar que sempre falta algo. É difícil fazer alguém sorrir, assim como é fácil fazer chorar. É difícil colocar-se no lugar de alguém, assim como é fácil olhar para o próprio umbigo. Se você errou, peça desculpas… É difícil pedir perdão? Mas quem disse que é fácil ser perdoado? Se alguém errou com você, perdoa-o… É difícil perdoar? Mas quem disse que é fácil se arrepender? Se você sente algo, diga… É difícil se abrir? Mas quem disse que é fácil encontrar alguém que queira escutar? Se alguém reclama de você, ouça… É difícil ouvir certas coisas? Mas quem disse que é fácil ouvir você? Se alguém te ama, ame-o… É difícil entregar-se? Mas quem disse que é fácil ser feliz? Nem tudo é fácil na vida… Mas, com certeza, nada é impossível. Precisamos acreditar, ter fé e luta para que não apenas sonhemos, mas também tornemos todos esses desejos, realidade."
  Cecília Meireles 


"As pessoas falam do que não sabem, criticam o que não viram, amam sem conhecer. As pessoas perderam a noção — todo mundo ama, todo mundo sofre, todo mundo é infeliz. A verdade é que eu não acredito muito, toda dor é maior quando se quer chamar a atenção."

  Caio Augusto Leite 


"Infelizmente, eu Sempre fui uma fracote de bom Coração."


"Bastaria as pessoas serem mais sinceras, honestas e humildes, que veríamos comportamentos maravilhosamente diversificados, personalidades espontaneamente interessantes, equívocos rapidamente resolvidos, decisões amplamente mais libertas, preconceitos instantaneamente eliminados e atitudes surpreendentemente menos egoístas."

  Friedrich Nietzsche. 


"Você vai rir
sem perceber
felicidade é só questão de ser…"

  Marcelo Jeneci. 


"Trancar o dedo numa porta dói. Bater com o queixo no chão dói. Torcer o tornozelo dói. Um tapa, um soco, um pontapé, dóem. Dói bater a cabeça na quina da mesa, dói morder a língua, dói cólica, cárie e pedra no rim. Mas o que mais dói é saudade. Saudade de um irmão que mora longe. Saudade de uma cachoeira da infância. Saudade do gosto de uma fruta que não se encontra mais. Saudade do pai que já morreu. Saudade de um amigo imaginário que nunca existiu. Saudade de uma cidade. Saudade da gente mesmo, quando se tinha mais audácia e menos cabelos brancos. Dóem essas saudades todas. Mas a saudade mais dolorida é a saudade de quem se ama. Saudade da pele, do cheiro, dos beijos. Saudade da presença, e até da ausência consentida. Você podia ficar na sala e ele no quarto, sem se verem, mas sabiam-se lá. Você podia ir para o aeroporto e ele para o dentista, mas sabiam-se onde. Você podia ficar o dia sem vê-lo, ele o dia sem vê-la, mas sabiam-se amanhã. Mas quando o amor de um acaba, ao outro sobra uma saudade que ninguém sabe como deter. Saudade é não saber. Não saber mais se ele continua se gripando no inverno. Não saber mais se ela continua clareando o cabelo. Não saber se ele ainda usa a camisa que você deu. Não saber se ela foi na consulta com o dermatologista como prometeu. Não saber se ele tem comido frango de padaria, se ela tem assistido as aulas de inglês, se ele aprendeu a entrar na Internet, se ela aprendeu a estacionar entre dois carros, se ele continua fumando Carlton, se ela continua preferindo Pepsi, se ele continua sorrindo, se ela continua dançando, se ele continua pescando, se ela continua lhe amando. Saudade é não saber. Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche. Saudade é não querer saber. Não querer saber se ele está com outra, se ela está feliz, se ele está mais magro, se ela está mais bela. Saudade é nunca mais querer saber de quem se ama, e ainda assim, doer."

  A dor que dói mais. Martha Medeiros 




"Acho que é isso que falta na vida da gente: mais palavras bonitas e menos cara feia. Mais olhares sinceros e menos grosseria. Mais sorrisos cúmplices e menos palavras duras. Mais educação e menos pressa. Mais respeito e menos julgamento. Mais humanidade e menos falta de respeito. Mais doação e menos egoísmo. Mais mãos dadas e menos individualidade."

  Clarissa Corrêa 


"Reza a lenda que a gente nasceu pra ser feliz."

  Engenheiros do Hawaii. 


"É o amor agitando o meu coração
Há um lado carente
Dizendo que sim
E essa vida dá gente
Gritando que não…"

  Gonzaguinha

terça-feira, 19 de março de 2013


aaah James..


segunda-feira, 18 de março de 2013


"Pegar sete caras. Pegar nove “mina”. A gente está falando de quê, de catadores de lixo? Pegar, pega-se uma caneta, um táxi, uma gripe. Não pessoas."

  Martha Medeiros


"Ninguém é muita areia pra ninguém. Pessoas aparentemente especiais se apaixonam por outras aparentemente banais."

  Martha Medeiros


"O tempo cura tudo; só não cura o tempo que você perdeu esperando o tempo passar para curar tudo o que você teria ganho se não tivesse esperado tanto tempo."
- Eu me chamo Antônio

"Uma pessoa emocionalmente superficial precisa de grandes eventos para ter prazer, uma pessoa profunda encontra prazer nas coisas ocultas, nos fenômenos aparentemente imperceptíveis: no movimento das nuvens, no bailar das borboletas, no abraço de um amigo, no beijo de quem ama, num olhar de cumplicidade, no sorriso solidário de um desconhecido. Felicidade não é obra do acaso, felicidade é um treinamento."
- Augusto Cury.


"Melhor jeito que achei para me conhecer foi fazendo o contrário."
- Manoel de Barros.


"Ninguém vai dizer
Que foi por amor
Todos vão chamar de derrota."
- Cícero. 



"Precisamos de humanidade nos olhos já que nossa voz falha por causa do orgulho. E nossos pés andam para trás porque não suportam o peso do mundo sobre eles. Sobre a pequeneza de quem não tem nada a ver com a culpa. Sobre quem gritou de fome e apertou os punhos para não sucumbir à morte. O corpo não suporta mais a leveza da poesia, que corta as mãos e as letras escondem-se de quem não lê com o peito ferido. Porque a vida não dá as mãos e não pede fôlego para ser vivida, para ser sentida. E os pulmões também encolhem de solidão. Também se tornam menores que o convencional por causa do ar que-não-respiro. É preciso humanidade na hora de aceitar a dor porque se não fosse assim não haveria riso e os abraços acabariam antes mesmo de começar. A humanidade de meus olhos, que gritam sem sufocar a voz"
- Floresinexatas.


"As melhores coisas na vida não são coisas."
- Art Buchwald.

sábado, 16 de março de 2013





Por fora, sou contida. Por dentro, continente.  Alessandra Siedschlag





"No fim nada existe, nada supera as expectativas, nada sai do lugar. No fim nada acontece como deve acontecer e eu sei que nada vai voltar, como li agora há pouco. Nada vai me tirar disso, nada vai me resgatar daquilo, nada me salvará de você. Nada, absolutamente nada, livrará de mim, eu mesmo."
— Imaginaceu.



"O problema da solidão é preservá-la."
— Mário Quintana 


"Eu te amo pelas tuas faltas, pelo teu corpo marcado, eu amo as tuas mãos mesmo que por causa delas eu não saiba o que fazer com as minhas. Eu te amo de alma para alma, quando o próprio amor vacila."
— Fernando Pessoa. 


"Mas o que é que você quer, menina? - perguntou-me já exausto de tanta teimosia. Eu o encarei no fundo dos olhos e fui sincera: Quero colo."
— Clarice Lispector.  


"Passo cada segundo do meu dia me jurando ser indiferente com você. Você fala comigo, eu cumpro a promessa. Você não entende, pergunta se eu tô chateada e o que aconteceu. Não foi nada. Só tô cansada de você, de nós, de tudo isso. Tô de partida, malas feitas, mesmo você não acreditando. Pra não me cansar mais ainda, paro no ‘Não foi nada’. E você sai, irritado e com um “tchau” que eu odeio mais que tudo. Mas já não importa, tchau pra você também. Afinal, nada pode ser mais difícil do que ficar na situação que eu tô a tanto tempo. Ser indiferente vai ser fácil. Dor é normal, se não for forte, eu já nem sinto mais. Sempre te tratei melhor que todos os outros, e o que você faz que te torna melhor que eles? Seguindo essa lógica, teria o direito de te tratar até mal. Mas não sou assim, uma pena. Acontece que agora eu não dou mais o meu melhor pra quem me dá pouco. Não corro atrás de quem não dá um passo por mim. Não faço festa quando alguém que sabe que eu tô louca de saudades e não move um dedo pra me ver, vem numa droga de chat e fala “E aí”. Te acostumei muito mal, mas agora vou desacostumar. Porque meu medo de te perder, virou meu objetivo, então nada me prende. E se ir te matando aos poucos levar um pedaço de mim, que leve. Porque a dor de você na minha vida me afeta inteira e eu não aguento mais."
— Tati Bernardi.  


"Eu sou aquele que chegou no lugar onde nunca ninguém esteve. É assim que minha solidão me convence de que estar só depende muito do fato de estar cheio: cheio de algo. cheio de alguém. Eu sou aquele que está onde ninguém nunca veio, aonde ninguém nunca chegou. Eu sou as estações que ninguém nunca descobriu porque eu sinto que verão-inverno se conversam num mesmo dia; eu sou aquela flor sem nome cuja semente é infértil e ninguém nunca pegou nas mãos e disse “amor”. Eu sou o insaciável de alguém que ainda não se descobriu distante e procurou matar-se para aliviar-se do mundo. Eu sou todos estes buracos escondidos dentro de um coração que esqueceram de cuidar e assim morreu de oco, de velho, de ser. (ser vazio, ser doído, ser teu)"
— Igor Pires


"Eu me agarro à esperança de que dias melhores virão. Dias em que o amor será o sentimento mais puro que existirá e que os outros que não sabem, passarão a saber dos efeitos de sua glória. Um tempo onde os milagres sejam pássaros voando e a eternidade seja nossas histórias sobre como éramos adolescentes apaixonados e errantes. Uma época onde apertar mãos valha mais que um soco na cara e os livros possam ser abraçados até as lágrimas caírem e o afeto reviver. E abranger. E contagiar. Onde mendigos transmitam conhecimento e os planetas se choquem originando estrelas. Porque somos estrelas. Eu me agarro à esperança do sempre: o sempre terá mais espaço nos nossos corações e a poesia será enxergada como o céu em dias de inverno: puro e bom. Eu me agarro à esperança de que nós percebamos o mundo, vivamos a vida, amemos a beleza simplificada dos detalhes, do amor. (ah, o amor)"


Floresinexatas.


"As perdas não se medem por quantidade, e sim pela qualidade, pela falta de quem se foi. Ainda que todos se fossem, mas um, em especial ficasse, valeria a pena. Não desmerecendo a maioria, não querendo fazer o outro se sentir inferior, é que alguns, e poucos, conquistam-lhe, cativam-lhe de tal maneira que quando partem deixam uma fenda gigante. De tal dimensão , que mesmo uma multidão não abastaria a falta de um."
— Carol Souza  

quinta-feira, 14 de março de 2013






© adorável psicose
Maira Gall