quarta-feira, 28 de maio de 2014

É tão estranho, mas todo mundo tem que ser alguma coisa, não é? Sem-teto, famoso, gay, louco, qualquer coisa.
(Charles Bukowski)

Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall