quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

— Se você arrancar essa flor e levá-la para casa só porque a achou bonita, talvez ela morra.
— Mas de qualquer forma um dia ela irá morrer – falei olhando para ele que permanecia curvado passando suas mãos cheias de calos em cada pétala da flor.
— De fato, mas apenas quando ela estiver pronta. Você já perdeu alguém?
[pausou]
— Não, senhor.
— Então você nunca não entenderá o valor de uma vida.

(Os porquês de Amélia Roswell)

Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall