quinta-feira, 23 de abril de 2015

Leve, desejo mais do que nunca, ser leve. E olha que contraditório, desejo me tornar uma pessoa nova: querendo voltar a ser quem eu era antes.

(Iolanda Valentim)

Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall