quarta-feira, 22 de abril de 2015

"Sim, ele era encrenca, das boas. Eu sabia o que estava fazendo, ele também: estávamos fazendo uma coisa errada. Mas gostei da luz, dos olhos dele. Gostei que estava me encantando, gostei de não poder me encantar e mesmo assim estar me encantando."
— Tati Bernardi

Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall