quinta-feira, 23 de julho de 2015



Mas querendo ou não as vezes a gente volta a acreditar no felizes para sempre.
— MEU NOME É SAUDADE

Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall