domingo, 25 de outubro de 2015


eu quero te ter sem medo
tomar impulso para o salto
sentir as nuvens no peito
alcançar o outro lado
eu quero te mostrar a vida
toda coragem escondida
na multidão das avenidas
no topo dos arranha-céus
eu quero escapar do óbvio
te mostrar em carne viva
tudo que tenho pra te dar

Elisa

Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall