sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Minha experiência em Maceió;



Vai sair de férias e quer um destino para descansar? Para aproveitar? Para curtir? E para 
apreciar? Bom, aqui estou eu pra deixar um pouco da minha experiência de Maceió para vocês, para que já reserve seu lugar e vá conhecer um pouco mais do nosso nordeste brasileiro. 


Viajei para maceió no período de 15 a 21 de novembro em 2014
Fechei meu Pacote com a TAM, o hotel que nos hospedamos era o Ritz Suites localizado na Praia Lagoa da Anta, fomos muito bem atendidos, um hotel muito agradável, com bom conforto e um café da manhã impecável



 




Não conseguimos aproveitar a praia que ficava de frente para o Hotel pois era muito agitada e ventava bastante, porem fizemos passeios maravilhosos e não deixamos de aproveita-los. 



Nosso primeiro passeio foi a Praia do francês, que fica 21 km, com águas que variam do verde claro ao azul intenso. É a mais conhecida, e também a mais lotada. No lado esquerdo ficam as barreiras de recifes, já no lado direito as ondas são fortes e boas para o surf. Foi a praia mais cheia que visitamos e com muitos ambulantes.

(Francês)


Fomos conhecer a Praia do Gunga, que foi uma das nossas melhores experiências... Tem uma paisagem perfeita e uma extensa parte de areia e sequência de coqueiros. É maravilhosa a paisagem! Se tem algo que você não pode deixar de fazer antes de sair do Gunga é o Passeio de quadriciclo nas falésias, terá a opção do buggy também, porem não compensa e você se diverte e aproveita muito mais com o quadriciclo. Foi uma experiência ótima, e as falésias são deslumbrantes. 



(Falésias, foto tirada por mim)



Em seguida conhecemos a praia de ipioca, e foi uma de nossas preferidas. Ir ao Hibiscus, bar de praia que funciona no condomínio Angra de Ipioca, ideal para beber algo refrescante e desfrutar da linda praia, considerada um dos refúgios da cidade, é uma das melhores opções para os que buscam um lugar calmo para descansar. além de pufes, tendas e gramadão que ficam disponíveis pra você aproveitar.




Por fim conhecemos Maragogi, O lugar é lindo, o mergulho é imperdível, mas chegar lá é uma verdadeira aventura! 
As agências de receptivo em Maceió vendem apenas o traslado; o passeio é pago no local. Durante o trajeto entre a praia e o local de mergulho, vários extras são oferecidos: snorkel para alugar (indispensável para ver os peixinhos; alugue), fotografia sub-aquática (uma dúzia de fotos suas debaixo d'água, editadas num DVD com fotos e vídeos dos corais) e até flutuação guiada com cilindro.
Permanência nas piscinas: os catamarãs levam entre 20 e 30 minutos para chegar às piscinas naturais. A permanência na área dos corais é de 1h30. Você volta obrigatoriamente no mesmo barco que te levou.
Aproveitamento da maré baixa: quem tem a certeza do melhor aproveitamento é quem já está em Maragogi e sai nos catamarãs dos resort ou em lanchas. Esses podem sair sempre no horário mais proveitoso para pegar a maré baixa -- que varia 45 minutos a cada dia, e ocorre pela manhã durante as luas cheia e nova (as mais propícias para o passeio, já que proporcionam as marés mais rasas). 






(Maragoggi, foto tirada por mim)








Tudo valeu a pena, o lugar é lindo, sem contar os restaurantes, as comidas, tudo maravilhoso. 

Uma dica que podemos dar é a seguinte, o lugar é lindo, porém em questão de alimentação tudo é muito caro, então vá preparado!!!
Caso você queria economizar um pouquinho, procure o mercado mais próximo, isso ajuda bastante.

Agendamos todos os nossos passeios, ligávamos e eles sempre foram pontuais, os motoristas sempre muito educados e atenciosos ao trânsito.

Espero ter ajudado, beijinhos




Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall