sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

"Certo? Se está bom pra você, dá um chute. E pode apostar, vamos nos amar infinitamente mais e melhor do que a gente já se amou um dia. Como assim, quanto é infinito? Infinito é infinito. É tudo. É pra sempre. É sem fim. É uma coisa que não dá pra contar nos dedos."

Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall