sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Finjo o tempo todo, rio, sou alegre, dispersivo, com aquele brilho superficial e ridículo. E em cada fim de noite me sinto um lixo.

Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall