quarta-feira, 27 de junho de 2012

Uma casinha bonita. Um emprego que eu adore. Uma pessoa que me entenda. Um par de pés pra me guiar. E um de braços pra dias frios. Um chão pra quando meu mundo desabar. Um colo eterno de mãe. Um lugar pra voltar. Outro pra ficar pra sempre.
— Tati Bernardi

Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall