segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Não quero que você me largue. Não quero te largar. Não quero ter motivos pra ir embora, pra te deixar falando sozinho, pra bater o telefone na sua cara. Eu fiz isso com todos os outros. É, só que dessa vez eu queria muito que fosse diferente. Dessa vez, com você, eu quero que dê certo. — Tati Bernardi 

Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall