terça-feira, 11 de dezembro de 2012

"Para o amor, um banco de praça já basta.
Ou ficar na frente de um portão.
Ou uma xícara de café. 
Amor mesmo é um filme de baixo orçamento."

Fabrício Carpinejar. 

Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall