quinta-feira, 14 de março de 2013

Olha, se eu estava esperando pelo dia perfeito pra me jogar num rio gelado e morrer hipotérmico e afogado, é hoje. No duro, eu só não caminho cinco quarteirões e me atiro no Guaíba porque detesto sentir frio e a água é podre. Fora isso, não tenho a mínima ideia de por que insisto em continuar vivendo. Eu faço tudo errado."
Gabito Nunes em “Juliete Nunca Mais”  

Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall