quinta-feira, 2 de maio de 2013


Conversa de botas batidas.
Veja você, onde é que o barco foi desaguar? A gente só queria um amor, Deus parece às vezes se esquecer…Ai, não fala isso, por favor! Esse é só o começo do fim da nossa vida, deixa chegar o sonho, prepara uma avenida que a gente vai passar.

Veja você, quando é que tudo foi desabar? A gente corre pra se esconder e se amar até o fim, sem saber que o fim já vai chegar.
Deixa o moço bater que eu cansei da nossa fuga, já não vejo motivos pra um amor de tantas rugas, não ter o seu lugar.

Abre a janela agora, deixa que o sol te veja…é só lembrar que o amor é tão maior, que estamos sós no céu! Abre as cortinas pra mim, que eu não me escondo de ninguém; o amor já desvendou nosso lugar e agora está de bem. 

Deixa o moço bater que eu cansei da nossa fuga, já não vejo motivos
pra um amor de tantas rugas não ter o seu lugar! 

Diz, quem é maior que o amor? Me abraça forte agora, que é chegada a nossa hora. Vem, vamos além, vão dizer, que a vida é passageira sem lembrar que a nossa estrela vai cair…

Los Hermanos.

Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall