quinta-feira, 2 de maio de 2013


"Que nossos sonhos não dependam da vontade de outros. E que nossa fé não dependa da graça de alguém, de quem não sabe olhar os detalhes da vida e sorrir. Nós não podemos nos dar o luxo de compartilhar o milagre do sorriso com quem não soube chorar a saudade e não podemos receber o toque de quem não soube ser ferido. Que nossa esperança no amanhã não seja atingida pelas espinhas de quem entrega e vai: embora, para longe, para o sempre. Que nossa paz dependa única e exclusivamente da gente, e que ela seja maior que tudo e todos e iniba nossa tristeza nos dias de solidão."
- Floresinexatas.

Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall