terça-feira, 13 de outubro de 2015

Manual funcional para assustar os caras ;

1) Diga. Fale. Se expresse. Quer coisa mais assustadora que uma mulher que é capaz de reclamar quando injustiçada, retornar a culpa ao destinatário original, dizer - sem passivo-agressividade - quando está sentindo dor, medo, nojo, ódio, felicidade? Fale na lata e pelos cotovelos. Eles sairão correndo rapidinho.

2) Tenha opiniões. Folheie jornais, leia portais de notícias, esteja sempre bem informada para conseguir embasar seus pontos de vista. Os use a seu favor; seja numa postagem de Facebook, seja ao vivo numa roda de bar. Coloque a sua tese para jogo e mantenha-a firme, a não ser que o ponto alheio seja realmente relevante. Contudo, carregue por aí a sua cesta de opiniões, sim, e distribua-as para que outros possam ter a ótica do seu ponto de vista.

3) Vista-se como bem entender. Use roupas que, no imaginário alheio, são curtas demais, justas em excesso, transparentes ou com recortes. Prefira vestidinhos, saias e shorts - esqueça as calças jeans, as camisas largas, os camisetões se não for para mostrar um pouco das pernas. Aliás, deixar algumas partes expostas do corpo é ótimo para que eles se amedrontem, também.

4) Esteja quase sempre de bom humor. Faça com que seja difícil anular o seu melhor lado. Mostre o quão imbatível você pode ser quando firme na decisão de acordar alegre e manter o seu dia com status de ótimo. Se houver provocações e confrontos, ria. Ignore. Abstraia e inicie outro papo, sobre qualquer conversa vã.

5) Seja imprevisível. Cumprimente em momentos inapropriados, envie links pelo inbox quando der na telha, diga qualquer bobagem por áudio às 3 da manhã de uma quinta-feira. Alterne frieza com entusiasmo, chatice com paz de espírito, sorrisos desprevenidos com fadiga evitada.

6) Tenha uma profissão que ama e seja bem sucedida. Passe horas a mais na agência/escritório/hospital. Goste de fazer plantões, narre fatos do seu cotidiano profissional, mostre ambição em crescer na carreira. Arrepiou daqui!

7) Quando perdidos numa cidade nova/estrada desconhecida, não sinta vergonha de perguntar a quem estiver passando por diretrizes. Abra a janela do carro e chame um cidadão passante. Se mostre, inclusive, confortável em desempenhar tal função. Como você ousa estar tranquila, se mostrar vulnerável e ainda pedir dicas a estranhos? Medo.

8) Goste de sexo. Não sinta vergonha disso. Fale abertamente sobre. Se permita sentir prazer. É bizarro, mas, até hoje, para os rapazes é espantoso que uma mulher consiga ser dona do próprio corpo e faça uso das regras de si mesma. Uma pena.

9) Seja a rainha da atitude. Tenha sempre entre uma coragem e outra, conserve num papel toalha, fresquinha, ao ar livre. Chame o boy pra sair: é batata. Homem parece ver o Gasparzinho ao ouvir um convite para ir ao cinema, tomar uma cerveja, sexo casual. É batata.


Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall