quarta-feira, 14 de outubro de 2015

O filme que vai mudar a sua vida;

Você já ouviu falar da história O Pequeno Príncipe? O livro de Antoine de Saint-Exupéry cativou adultos e crianças e continua no lugar de destaque de muitas prateleiras por ai. Calma! Até quem não leu também tem tudo para curtir muito a animação e eu vou explicar porque vale muito a pena garantir o seu ingresso.
A história agora é sobre uma menina que está sendo preparada pela mãe para o mundo adulto, até que em um dia ela conhece seu vizinho aviador e tudo muda completamente. Não é a mesma história do livro? Ai que você se engana. O aviador é o mesmo que passou bons momentos com o Pequeno Príncipe e embarca agora com sua nova amiga a uma jornada mágica e emocionante.
Como se fossem dois enredos em um só, eles se unem de forma perfeita mostrando a história do aviador com o Príncipe e também dele atualmente com a menina. O resultado disso é uma busca para reencontrar aquele simples olhar de criança, que acabamos perdendo soterrados a tantas regras e responsabilidades do cotidiano. Olha só o trailer!

Por isso que é bem mais do que uma simples animação. O filme é uma aventura fascinante, tão bem trabalhada que vai te deixar maravilhada do início ao fim e a sala de cinema vai ficar pequena para tantos pensamentos que irão surgir. Ele vem com várias mensagens importantes que nos fazem refletir a cerca de muita coisa do nosso dia-a-dia e nos ensina tantas lições preciosas que se torna o tipo de obra que vem para acrescentar, transformar aos pouquinhos a gente por dentro.
Não tem como não se identificar. Sabemos que viver não é tão fácil assim. Desempenhamos inúmeros papeis, corremos atrás de nossos objetivos e estamos sempre a procura da felicidade apontando uma espécie de lupa por todos os cantos. Pode falar, eu sei que você já se sentiu assim! Mas acontece que as vezes o essencial pode ser mesmo invisível aos olhos e retomar aquela nossa sensibilidade infantil para o mundo pode uma tarefa um tanto quanto difícil…

Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall