segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

“Esses computadores, que só conhecem o sim e o não, vivem a impor-nos opções binárias. Se você não é branco, é preto; se você não é grego, é troiano; se não é da esquerda, é da direita. Onde “a encruzilhada de um talvez’’, como dizia o hoje tão esquecido Euclides da Cunha? Pelo visto, somos uns robôs totalitários. Isto é, desconhecemos as dúvidas e as nuanças, antigos signos da inteligência.”
Mário Quintana.

Nenhum comentário

Postar um comentário

© adorável psicose
Maira Gall