"Se não te transborda, tampouco irá te fazer feliz."
Paris 1995.

Comentários