Pular para o conteúdo principal
O homem que não tinha nada acordou bem cedo com a luz do sol já que não tem despertador. Ele não tinha nada, então também não tinha medo, e foi pra luta como faz um bom trabalhador. O homem que não tinha nada enfrentou o trem lotado às sete horas da manhã com sorriso no rosto, se despediu de sua mulher com um beijo molhado pra provar do seu amor e pra marcar seu posto. O homem que não tinha nada tinha de tudo: artrose, artrite, diabetes e o que mais tiver. Mas tinha dentro da sua alma muito conteúdo, e mesmo sem ter quase nada ele ainda tinha fé.
Projota.

Postagens mais visitadas deste blog

Era uma vez, mas eu me lembro como se fosse agora. Eu queria ser trapezista, minha paixão era o trapézio. Me atirava do alto na certeza que alguém segurava-me as mãos não me deixando cair. Era lindo , mas eu morria de medo , tinha medo de tudo quase: Cinema, parque de diversão, de circo, ciganos, aquela gente encantada que chegava e seguia. Era disso que eu tinha medo do que não ficava para sempre. Antônio Bivar

Só encontro você

Eu exagero nas palavras, mas nos meus versos eu só encontro você.