Pular para o conteúdo principal


Acho que eu nasci pra ser assim mesma: exagerada, ciumenta, grudenta, chata pra caralho. Mas é que quando se trata de você, meus sentimentos transbordam, eles aumentam de tamanho. E como eu nunca fui de fingir sentimentos, acabo me entregando fácil pra ti, acabo sentindo demais, acabo querendo demais. Muitas vezes eu tenho a impressão que estou te sufocando com tanta emoção, sinto que deveria ser um pouco menos eu. Mas você me diz que gosta de mim do meu jeito e que meus defeitos que me tornam perfeita, eu acredito nem que seja por um instante. Porque venhamos e convenhamos, que eu sou a pessoa mais grossa, infantil e insuportável do planeta. E mesmo assim, você diz que eu sou linda. Eu devo estar enlouquecendo pra acreditar em você ou devo estar muito apaixonada. Não dá pra expressar o que você causa em mim, não dá mesmo.

Paula Pinheiro.

Postagens mais visitadas deste blog

Era uma vez, mas eu me lembro como se fosse agora. Eu queria ser trapezista, minha paixão era o trapézio. Me atirava do alto na certeza que alguém segurava-me as mãos não me deixando cair. Era lindo , mas eu morria de medo , tinha medo de tudo quase: Cinema, parque de diversão, de circo, ciganos, aquela gente encantada que chegava e seguia. Era disso que eu tinha medo do que não ficava para sempre. Antônio Bivar

Só encontro você

Eu exagero nas palavras, mas nos meus versos eu só encontro você.